como fazer o cadastro de prestadores de serviços em condomínios

9.nov, 2018 |
  • Sem categoria,
| Nenhum Comentário

Todos os dias, dezenas de pessoas passam pela portaria do condomínio. Entre moradores e visitantes, precisamos dar uma atenção especial aos prestadores de serviços em condomínios.

Garantir a segurança do condomínio tem se tornado uma das partes mais importantes do trabalho do síndico. Assim, fazer o controle da entrada dos prestadores de serviços em condomínio se tornou uma tarefa ainda mais séria.

Como contratar prestadores de serviços em condomínios?

Para começar, é importante que o síndico saiba como contratar bons prestadores de serviço em condomínios. Afinal, nenhuma reforma ou manutenção poderá ser concluída com capricho se você não confia nos profissionais.

O primeiro passo para contratar prestadores de serviço em condomínios é checar se a empresa tem boa reputação e está em situação regular. Para isso, peça o número do CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas) e acesse o site da Receita Federal. Também é interessante conferir se há processos judiciais contra a empresa.

Além disso, o síndico deve checar se a empresa leva a sério os direitos trabalhistas. Confira se os funcionários estão registrados legalmente e se a empresa oferece os equipamentos de segurança (EPIs) adequados. Afinal, no caso de problemas trabalhistas, o condomínio também pode vir a ser responsabilizado.

Para resumir, preparamos uma lista de coisas que você deve levar em consideração na hora de contratar prestadores de serviço em condomínios:

  • Checar documentação da empresa;
  • Conferir se direitos trabalhistas estão sendo respeitados, peça documentação;
  • Faça questão da contratação de seguro contra acidentes e seguro de vida;
  • Converse com outros síndicos para buscar boas referências de prestadoras de serviço;
  • Em caso de obras, peça a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART);
  • Monte um contrato por escrito que deve ser assinado pelas duas partes;
  • Ao fim, exija nota fiscal.

Como fazer o cadastro de prestadores de serviços em condomínios?

De nada adianta fazer vista grossa na contratação se você não tem o controle dos prestadores de serviço em condomínios. O síndico é o responsável por fazer a supervisão no momento da entrada do pessoal no condomínio. Para que tudo funcione corretamente, o condomínio deve instruir a equipe da portaria sobre como fazer o cadastro de prestadores de serviço em condomínios.

No primeiro dia de trabalho, o síndico deve identificar todos os profissionais que irão circular pelo condomínio. O síndico pode fazer isso direto na portaria para que já possa ser dada a autorização para a entrada dos prestadores de serviço no condomínio. Apenas prestadores de serviço devidamente registrados poderão entrar no território do condomínio.

Esse cadastro pode ser realizado através de um software de gestão de condomínio, como o TownSq. De forma prática e rápida, é possível criar um Passaporte de Convidado digital que garante a pré-autorização da entrada dos prestadores de serviço. Isso faz com que o cadastro possa ser feito de antemão, além de facilitar o momento de entrada no condomínio.

O condomínio que você gerencia ainda não investiu em tecnologia? O cadastro de prestadores de serviço em condomínios também pode ser feito através de uma ficha. Para isso, você pode usar o nosso Modelo de Controle de Visitantes.

E se os prestadores de serviço forem contratados por uma unidade?

Medidas de controle também devem ser tomadas quando um morador contrata prestadores de serviço para trabalhar em seu imóvel. Todos os condôminos devem entregar ao síndico um Termo de Responsabilidade Sobre Obras antes de dar início aos trabalhos. Essa prática vai de acordo com a NBR 16280, regra nacional que busca garantir a segurança do condomínio.

Com isso, o síndico deve pedir que o morador passe as informações dos prestadores de serviço que irão trabalhar na unidade com antecedência. Desta forma, o síndico pode orientar o zelador e as equipes de portaria e segurança.

O cadastro dos prestadores de serviço em unidades deve ser realizado da mesma forma que os demais visitantes. Além disso, o porteiro deverá notificar o condômino quando os profissionais chegarem ao condomínio.

Controle de prestadores de serviço em condomínios

O controle de entrada de pessoas externas no condomínio deve ser rigoroso. O primeiro passo é a identificação através de comunicação eletrônica com o porteiro. O prestador de serviço deve dizer o nome e o objetivo de sua entrada. É importante que isso ocorra antes de a pessoa entrar nas dependências do condomínio. De preferência, através de um interfone.

Com base nos dados informados, o porteiro deve conferir a lista de funcionários da prestadora de serviços. Se todas as informações estiverem corretas, o porteiro deve assinalar o horário da entrada do profissional.

Caso a pessoa não estiver na lista de prestadores em serviço em condomínio registrados, ela não poderá entrar no condomínio. Se houver alguma alteração no quadro de funcionários da empresa contratada, deverá ser enviada uma notificação com antecedência. Instrua o porteiro para não autorizar a entrada de substitutos sem aviso prévio. Somente após a confirmação do porteiro, o profissional poderá entrar no condomínio.

Ficha cadastral prestador de serviço

Como citamos anteriormente, a ficha cadastral deve ser preenchida no primeiro dia de trabalho do prestador de serviço para o condomínio.

O documento pode ser preenchido de forma digital, através de um aplicativo, do computador ou de um tablete. Se o condomínio é um dos que conta com um software de gestão, o cadastro e a autorização para entrada de prestadores de serviço se tornam mais fáceis. Com apenas alguns cliques é possível autorizar a entrada do profissional no condomínio. O software TownSq oferece a possibilidade de criar Passaportes de Convidados, que traz mais segurança no controle da portaria.

Por outro lado, se o seu condomínio prefere utilizar o bom e velho papel e caneta, também temos uma solução para você. A ficha cadastral do prestador de serviço em condomínios pode ser preenchida a mão pelo porteiro. Para isso, o síndico deve disponibilizar à equipe da portaria o arquivo impresso. Nesse caso, a autorização para entrada de prestadores de serviço pode ser em formato Word ou Excel.

O documento deve conter as seguintes informações:

  • Data;
  • Nome completo do visitante;
  • Empresa para qual trabalha;
  • Número do documento (RG ou CPF);
  • Placa do veículo (quando estacionarem na garagem do condomínio);
  • Unidade visitada (caso a reforma esteja sendo feita em apenas uma das unidades);
  • Hora de entrada;
  • Hora de saída.

 

Fonte: TownSq

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA