Evite a infiltração ascendente com estas dicas!

15.jul, 2018 |
  • Dicas,
| Nenhum Comentário

Tudo o que nos faz lembrar os problemas gerados por uma infiltração nos faz desejar nunca precisarmos lidar com ela, mas a realidade é bem diferente. Toda e qualquer construção, em algum momento, apresentará esse tipo de defeito em algum lugar. Vamos falar aqui sobre a mais temida e difícil de ser reparada: a infiltração ascendente!

O que é infiltração ascendente?

Essa é aquela infiltração que acontece de baixo para cima, trazendo para a sua parede a umidade existente no solo onde sua casa está construída. A mancha pode chegar a até 1 m de altura em relação ao piso.

A primeira evidência é o aparecimento de pequenas bolhas por baixo da pintura, junto ao rodapé.

O tempo vai passando e o problema aumenta. Logo você tem uma, duas ou às vezes todas as paredes de um mesmo cômodo tomadas por eflorescências que soltam cheiro de mofo.

A partir desse momento, você tem alguns problemas para administrar. São eles:

1. Problemas estéticos
As bolhas das paredes se rompem sozinhas. O revestimento, seja ele qual for, se destaca inteiro.

2. Segurança
A alvenaria da construção não foi dimensionada para trabalhar em contato direto com a água da umidade que está a atacando, então, ocorre uma degradação indesejada dos materiais, que em casos muito extremos pode condenar uma construção.

3. Saúde
Os fungos e ácaros associados ao processo são um veneno para crianças e idosos, isso sem dizer em pessoas com doenças respiratórias crônicas.

Ajuda especializada

Fique sabendo inclusive, que se isso aconteceu, é porque quem construiu não tomou o cuidado necessário.

Existem maneiras de impedir a entrada da água na ocasião da construção ao se realizar a impermeabilização de fundações e da laje de piso.

Basta tomar alguns cuidados com a escolha de materiais cristalizantes na incorporação do concreto, além disso lastros de brita separando as peças enterradas do solo também minimizam a ação da água.

Para acabar com a infiltração ascendente:

Toda a camada do revestimento contaminada precisa ser removida até chegar no bloco da alvenaria.

A superfície deve ser limpa com pano macio e uma mistura de água e cloro para remover quaquer vestígio de fungo.

Existem muitos produtos cristalizantes que, se bem especificados, podem resolver o problema, com uma simples aplicação em três ou quatro demãos cruzadas. Há quem opte por aplicar manta asfáltica na parede.

Enfim, como sempre falamos por aqui, a água sempre encontrará um caminho para novamente aparecer. Então, o ideal é impedir realmente a sua entrada.

Como isso nem sempre é possivel, podemos associar à essas soluções algumas medidas preventivas que visem afastar o acúmulo de água em região próxima a das paredes afetadas. Neste sentido, pense em instalar toldos, pisos revestidos do lado de fora e principalmente grelhas e coletores de água que levem-na para bem longe da onde você quer proteger.

Pronto!! Suas paredes já podem voltar a brilhar. Escolha a cor e o tipo do acabamento e retorne para o seu lar doce lar!

Fonte: FiberSals

 

 

 

 

 

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA